acompanhamento pediátrico até os cinco anos de idade é de extrema importância para evitar maiores riscos. Pesquisas realizadas pela Academia Americana de Pediatria indicam que crianças que não comparecem à quantidade recomendada de consultas têm o dobro de chances de serem hospitalizadas, número que aumenta ainda mais em casos de doenças crônicas.

Mas, quando levar seu filho ao pediatra? A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que, após as consultas frequentes com o bebê recém-nascido, a criança deve ter um acompanhamento trimestral até completar seis anos. Esse é o mínimo para monitorar a saúde corretamente e evitar possíveis complicações futuras. Em casos mais graves, como a descoberta de alguma doença que exige maior atenção, os encontros devem ser bimestrais ou de acordo com a necessidade estipulada pelo pediatra responsável.

O ideal é que o pediatra de seu filho seja escolhido ainda no pré-natal, para evitar problemas nas análises na fase preliminar da vida, que podem acontecer por uma eventual troca de doutores. Esses exames iniciais e seus resultados são vitais para a segurança e conforto das crianças e seus pais.